top

Resultado de busca (18):

ABR 15 2010
Comentar Busca Avancada Em PDF

Transforme o seu lixo em peças úteis! Suporte para notebook

Sabe aquela pilha de gabinetes velhos que você tem em algum canto da casa, ou atrás da porta? Tem utilidade, basta um pouco de paciência e criatividade!

pilha de gabinestes

Com este material metálico é possível fazer várias coisas, inclusive vendê-las num ferro-velho. Mas se você possui um notebook e se interessa em aumentar a eficiência da dissipação de calor do mesmo, ou se quer um suporte apenas para melhorar a posição de digitação, continue lendo...

A técnica para fazer a solução é muito simples, primeiramente escolha uma tampa qualquer de gabinete, prefira as já com formato de quadrado para evitar cortes, e também as que possuem chapa mais grossa (gabinetes mais antigos) - pois os notebooks têm peso considerável.

De posse de alguns materiais como:

  • Serra circular
  • Óculos de proteção
  • Máscara de proteção
  • Microretífica
  • Lixa
  • Tinta tipo Spray
  • Madeira, parafusos e o que mais de quinquilharia você puder utilizar

Você estará preparado para a diversão! Não é obrigatório obter todos os equipamentos, embora seja útil. Quem tem criatividade pode usá-la em vez de gastar grana comprando ferramentas que você não usa frequentemente.

chapa rasgada com serra circular

Depois de fazer os rasgos (onde o ar terá acesso) e as dobras nas laterais (que evitam cortes e arranhões), é bom lavar e lixar a chapa preparando-a para receber a pintura.

suporte varios angulos

Porém antes de pintar você deverá fazer todos os furos necessários para pendurar apetrechos como coolers, conectores ou qualquer coisa do tipo. Não se esqueça também de programar os "pezinhos" do suporte, que colocarão o seu note angulado em relação ao apoio.

Na hora de fazer os "pezinhos" é que você vai gastar os neurônios, procure fazer com alguma coisa que seja fácil de acertar com o apoio e com a chapa angulada... Eu fiz cada pé com aproximadamente 4cm de altura.

chapa furada com furadeira

Use a microretífica e lixa para dar acabamento onde se fez rasgos ou furos.

Para pintar não há segredos, a única coisa que é necessário evitar é a poeira! A tinta spray neste caso é muito boa por que seca muito rápido, ficando muito prático a confecção do artefato. Leia as instruções na lata para obter uma cobertura uniforme.

Essa é a segunda versão da manufatura, onde aperfeiçoei o método. Em vez de rasgos fiz furos, que é consideravelmente mais fácil, e quebra menos discos da microretífica.

suporte furado varios angulos

Uma importante modificação, foi o "pezinho", feito agora com um parafuso francês, e duas porcas de perfil rebaixado - que tive que fabricar cortando uma comum ao meio, pois não encontrei as rebaixadas no mercado.

Outra diferença que apliquei, foi a dobra, antes feita com um alicate turquês, que marcou a chapa. Na nova versão utilizei uma marreta, apoiando sempre a chapa entre duas tábuas de madeira, evitando amassados. Com o martelo ou marreta e as tábuas fica fácil também desempenar o material metálico.

suporte para notebook pronto

O resultado é muito bom, e na minha opinião dispensa o uso de coolers, como são vendidos estes suportes prontos no mercado. Só a penetração do ar embaixo do notebook e a dissipação facilitada de calor pelo metal já deixam a máquina rodando sem stess.

A tinta preta fosca dá um acabamento profissional ao artefato, porque esconde muito bem defeitinhos e é bastante resistente.

Newsletter
Assunto: Hardware | Comentários(0) | Postado por André EXPANDIR
MAR 03 2010
Comentar Busca Avancada Em PDF

Regulando fontes retificadas

Se você tem uma fonte retificada e gostaria de melhorar a precisão e segurança da saída de tensão, ou precisa de uma fonte para um equipamento sensível à variação de tensão como modens, roteadores e outros equipamentos recheados de circuitos integrados, veja os passos seguintes e aprenda como é simples regular uma fonte comum gastando quase nada.

fonte comum

Acima o nosso equipamento de partida, além dele precisaremos também de:

  • 1 CI regulador de tensão para a tensão desejada (78xx, onde xx é a tensão desejada)
  • 1 Dissipador de tensão
  • 1 capacitor de no mínimo 100nF

fonte aberta

É importante lembrar que a fonte de partida deverá liberar tensão maior que a tensão final que se deseja regular (no mínimo 7% a mais), no meu caso utilizei uma fonte de 7.5v  1.3A e regulei com um CI 7805, que oferecerá tensão de saída de 5v.

fonte com regulador de tensao acoplado

A maioria das fontes retificadas já possuem um capacitor eletrolítico na saída do trafo, portanto não é necessário outro capacitor na entrada do CI 78xx, apenas na saída para garantir a estabilidade da tensão de saída.

carcaca da fonte adaptada ao dissipador

O CI 78xx libera no máximo 1A de corrente, e esquenta muito nestas condições, é importantíssimo que o dissipador de calor esteja do lado de fora da carcaça para ter contato com o ambiente externo. Para que isso ocorra será necessário rasgar a caixa plástica com uma microretífica ou uma faca quente.

produto final fonte regulada

O acabamento nas gretinhas ao lado do dissipador foi feito com a boa e velha cola quente, o capacitor de saída de tensão coloquei do lado de fora da carcaça do trafo, para não sobrecarregar muito o espaço interno do equipamento, já que o próprio transformador já esquenta um pouco.

O acabamento em volta do capacitor externo foi feito com espaguete retrátil, e a isolação dos contatos elétricos e soldas foram feitos com a cola quente também. O esquema de ligação de um CI 78xx é muito fácil de encontrar na internet, porém prefira dar uma olhada no datasheet do equipamento, a postagem do mp4 automotivo contém os dois.

Newsletter
Assunto: Hardware | Comentários(0) | Postado por André EXPANDIR
MAR 12 2009
Comentar Busca Avancada Em PDF

Cabo S-Video / RCA para interligar notebooks na TV

A muito tempo estava para fazer isso, mas infelizmente o tempo era curto demais. Bom, neste começo de aulas tive um tempinho para me dedicar aos projetos que ainda não tinha findado!

Trata-se de um cabo para ligação de notebooks na televisão, sendo este cabo composto por uma ponta RCA (popularmente conhecido como audio-video) e a outra ponta um conector tipo S-Video (Y/C).

Existem no mercado vários tipos de adaptadores para estes conectores, porém nenhum deles funciona para notebook, porquê diferente das placas de vídeo com saídas para TV de desktops, as saídas de vídeo dos notebooks em geral não soltam sinal a todo tempo, e sim apenas quando detectada a presença de um consumidor (digamos assim) na outra ponta do cabo.

Sendo assim, muitas pessoas tentam usar estes adaptadores e não conseguem passar os vídeos para a TV. Nem mesmo usando as teclas Fn + F7 ou Fn + F5 (dependendo da marca do note). Isso porquê o notebook não detectou a presença do consumidor de sinal.

Pensando nisso é que construi o seguinte cabo:

cabo s-video/rca pronto

Para fabricá-lo será necessário:

  • 1 cabo tipo S-video ou 2 conectores do mesmo tipo
  • 1 conector tipo RCA
  • cabos ou fios
  • 1 botão liga/desliga sem trava
  • Fita adesiva de cola mais forte (durex) ou espaguete termo retrátil
  • Fita isolante
  • Ferro de solda e estanho
  • Multímetro

O multímetro serve apenas para medir a resistência dos pinos a fim de descobrir que pino corresponde a que fio, e vice-versa. Você poderá ultilizar qualquer outro método que conhecer ou achar melhor, se não possuir este instrumento.

No meu caso aproveitei um botão de uma placa velha de telefone, e este mesmo tipo de botão é facilmente encontrado nos cabinetes ATX. Também já fiz ultilizando um botão de mouse estragado.Tente aproveitar ao máximo a sucata que você tiver em casa.

detalhe botao sem trava

A ligação é muito simples, o segredo do funcionamento está no botão, que vai curto-circuitar (acalme-se não pega fogo!) três linhas da conexão fazendo com que o notebook seja enganado e libere o sinal de vídeo.

Após o curto-circuito, o sinal é liberado e a função de transmissão para TV já deve estar liberada, porém o curto não deve permanescer, se não o sinal não sairá devidamente na televisão, por isso o botão deverá ser sem trava. Então, o funcionamento é basicamente plugar o cabo nos respectivos conectores, pressionar o botão e ativar a saída de vídeo (apertando Fn+F7 em alguns notebooks), soltar o botão e assistir o que quiser do computador na TV!

s-video mapa de ligacao
Para facilitar a explicação e exemplificação, nomeei os pinos do S-Video de 4 pinos como A, A, B e B, sendo que os pinos A e B são parte do mesmo fio em alguns cabos - por isso chamei-os assim.

rca mapa de ligacao
Aqui a outra ponta do cabo, na ligação o conector RCA deve conter três dos pinos vindos do S-video (A, B e A), o outro pino(B) ultilizaremos apenas na hora de curto-circuitar com o botão.

Abaixo o esquema de ligação do cabo:
esquema de ligacao do cabo s-video/rca
O botão quando pressionado deverá interligar as linhas A+B e B.

Vale lembrar que este cabo funciona para notebooks com S-Video de 4 pinos, nunca tentei fazer com o de 7 pinos... Testei com meu notebook Sony Vaio VGN-FE550G que possui placa de vídeo da Intel 945GM (a mais comum para notebooks atualmente) com várias televisões, sem problemas.

Ainda não testei com outros notebooks, por falta de oportunidade, mas se algum problema eu tiver, direi aqui!

Newsletter
Assunto: Hardware | Comentários(5) | Postado por André EXPANDIR

1 2 3 4 5 6 

Feed RSS Boletim de novidades via email Siga-me no twitter
Lab de Garagem Lubuntu EspĂ­rito Livre Seja Livre .org

FRASE DO DIA

spacer

O mundo é um grande palco de teatro, onde todos nós somos os principais atores diante do grande espetáculo da vida

Nelson Rodrigues


bottom