top

Principal

Blog

SET 28 2011
Comentar Busca Avancada Em PDF

Produtos fantásticos: Comparação entre DX SKU 36265 e SKU 44996 (timer programável)

Já comprei quatro destes equipamentos realmente muito úteis. E o motivo desta postagem é mostrar as diferenças entre dois produtos bastante semelhantes, mas que possuem detalhes a serem observados! Se você não viu a postagem focada no SKU 36265 primeiro passe por aqui.

timer comparacao geral

Por fora são bem parecidos, as únicas diferenças notáveis são a cor e a posição dos contatos elétricos. A operação e características deles são idênticas!

timer comparacao interior

Por dentro também não há o que reparar. É exatamente o mesmo circuito, apenas com as entradas e saídas em posições diferentes. O manual do usuário é praticamente igual também, o que indicada que os equipamentos são de um mesmo fabricante.

timer comparacao defeitos

O que há de mais notável em termos de diferença são as conexões elétricas, que no SKU 36265 (preto) são bem mais fáceis de operar, e que é bem complicadinho no SKU 44996 (branco); e a bateria que no SKU 44996 que é de fácil acesso e troca, já no SKU 36265 fica soldada e grudada com cola quente internamente!

Considero a característica do SKU 36265 de bateria interna um erro de projeto, já que há espaço sobrando no equipamento. Por isso julgo que a melhor compra é o SKU 44996. Porém ele não deixa de ser um ótimo equipamento, e com uma cor conveniente em termos de estética.

Porém o branquinho tem a vantagem de ter as conexões elétricas mais protegidas, o que facilita e tranquiliza bastante para o uso internamente, perto do interruptor, por exemplo. A cor também ajuda, já que no Brasil a maioria dos interruptores tem cor branca.

esquema minimo timer programavel

Como em postagem passada eu adicionei o circuito mínimo para o timer preto. Agora vai o circuito para o branco (SKU 44996)

Um lembrete: Os equipamentos mostrados são para tensão de 220v, existem os equivalentes para branco e preto para 110v.

Newsletter
Assunto: Comprei na China | Comentários(0) | Postado por André EXPANDIR
SET 14 2011
Comentar Busca Avancada Em PDF

Zeitgeist

Zeitgeist é uma série de filmes cujo tema é descrito por alguns como "Teoria da Conspiração". O site oficial do projeto é http://zeitgeistmovie.com/ e lá é possível baixar todos os filmes de graça; mas é possível ver os filmes em versões completas também pelo YouTube, disponibilizei mais abaixo...

O primeiro filme da série, de 2007, trata maçantemente sobre religião. É um documentário interessante, e no mínimo uma fonte a mais de informações a respeito da origem da religião cristã e suas modificações ao longo do tempo! A prova de que isso aconteceu nós vivemos aqui no Brasil, com a incorporação de santos e costumes dos negros à religião católica.

Como a fé é a certeza das coisas que não se vêem, considero o tema suprimível, e de todos eles, o primeiro é o menos importante. O filme de 2008 (Addendum) e o de 2011 (Moving Foraward) tratam de temas mais atuais, e que influenciam diretamente na nossa vida, pois a maneira com que nós encaramos questões como a vida profissional, o dinheiro e os valores que consideramos expressam de maneira mais fiel quem somos... Na prática!

Não tenho muito o que opinar a respeito deles, cada um com suas experiências vai formar diferentes opiniões a respeito do tema. Concordo plenamente com a maioria (não todas) das dissertações contruídas.

O mais legal é que o filme não fica só na crítica, ele mostra uma saída para o problema tratado, o que nem sempre se vê nas obras. No geral recomendaria este filme para qualquer ser humano com mais de 16 anos. O mínimo que ele pode te fazer, é abrir sua cabeça e visão para uma série de assuntos realmente significativos!

Bom filme!

Zeitgeist - Addendum (2008)

 

Zeitgeist - Moving Foraward (2011)

 

Newsletter
Assunto: Geral | Comentários(0) | Postado por André EXPANDIR
AGO 17 2011
Comentar Busca Avancada Em PDF

Fotoxx - Editor de fotos poderoso e direto para Linux

Quando eu migrei para o Linux, senti falta de um programa de edição de imagens simples e direto para as tarefas mais comuns, como redimensionamento em massa, remoção de olhos vermelhos, retoques básicos e recortes. No Windows eu utilizada bastante o Picture Manager do pacote MSOffice. Porém em primeira mão não encontrei um programa que me satisfizesse completamente.

O programa mais comum de edição de imagens do Linux é o GIMP. Mas eu até hoje não me familiarizei muito bem com a interface do programa, toda vez que precisava fazer alguma coisa, perdia muito tempo com os comandos diferenciados em relação aos programas mais comuns para este fim, e isso me incomoda muito.

Existem vários outros programas que são mais diretos e que fazem algumas das tarefas que eu desejo para um programa de edição de fotos, inclusive muitos deles utilizam de bibliotecas do GIMP. Porém nenhum deles reunia toda a gama de funções desejáveis.

Foi diferente com o Fotoxx, conheci este software através do repositório oficial do Ubuntu, numa versão bem antiga em relação à em desenvolvimento na época, e mesmo assim quase todas as funções que eu queria estavam presentes. Foi quando eu resolvi contactar o desenvolvedor e pedir para que ele implementasse uma função de redimensionamento em massa de imagens.

Para minha surpresa a função já existia nas versões superiores, e tudo funcionava muito bem. Só faltava uma coisa: tradução para o Português. Foi quando eu decidi contribuir e disponibilizar a tradução nesta língua. Conheça melhor este software, e se surpreenda!

 

 

Apagador inteligente (smart erase)

 

Remover sujeira

 

Imagens Panorâmicas

 

Combinação HDR

 

Olhos vermelhos

 

Remoção de objetos por pilha

 

Parece que eu fiz uma boa troca! Para mais vídeos, detalhes e download clique...

Newsletter
Assunto: Software | Comentários(0) | Postado por André EXPANDIR

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 

Feed RSS Boletim de novidades via email Siga-me no twitter
Lab de Garagem Lubuntu Espírito Livre Seja Livre .org

FRASE DO DIA

spacer

O belo é uma manifestação de leis secretas da natureza, que, se não se revelassem a nós por meio do belo, permaneceriam eternamente ocultas.

Goethe


bottom