top

Principal

Blog

JUN 08 2011
Comentar Busca Avancada Em PDF

A alternativa 'berço a berço', um conceito de que 'lixo é alimento'

Acabei de ver um documentário da TVescola muito interessante e que me introduziu um novo conceito na área da sustentabilidade. De tão empolgado não pude esperar muito para publicar esta postagem.

A alternativa é conhecida como "berço a berço" do inglês cradle to cradle, e parte do princípio de que todo material deveria ser altamente reciclável, sendo portanto matéria prima para outros produtos. Excluindo portanto o conceito de lixo. Já que o lixo na verdade alimentaria ou a biosfera ou a tecnosfera (maquinário que produz / transforma materiais e objetos).

Junto a este princípio está também o da descontaminação dos materiais tóxicos, fazendo com que os produtos não sejam nocivos aos humanos, animais e nem ao meio ambiente.

Assistia aos videos abaixo:

 

 

 

 

Material adicional que encontrei sobre o mesmo assunto:

 

 

Newsletter
Assunto: Eco | Comentários(0) | Postado por André EXPANDIR
JUN 04 2011
Comentar Busca Avancada Em PDF

Produtos fantásticos: Chave programável micro-controlada (timer programável) - DX SKU 36265

Esse produto é sem dúvida fantástico, não só pela utilidade e preço baixo, cerca de US$ 12, mas também pela versatilidade de uso. Ele pode alimentar qualquer equipamento elétrico, controlando a entrada de energia, como um interruptor. E dá uma infinidade de possibilidades para automação em geral.

 

 

Com ele é possível ligar desde uma lâmpada a um motor elétrico, ou seja, qualquer carga resistiva (até 25A) ou indutiva (até 20A). E a instalação é simples, qualquer pessoa que tenha noções de instalações elétricas é capaz de fazê-la.

timer programavel

Apesar de o equipamento ser bonitinho, e ter os buracos para fixação em parede, eu não o deixaria acessível como um interruptor porque as conexões não são totalmente fechadas, comprometendo o isolamento da rede elétrica. Porém ele é perfeito para deixar num quadro de energia ou numa caixa de passagem maior.

Ele existe na opção 220v e 110v. E também na cor branca (220v e 110v), sendo pouca coisa mais caro. A configuração é também muito simples, possui 10 bancos de memória, que programam a hora de ligar e em seguida desligar, podendo configurar também os dias da semana em que ocorrerão as ações.

Os programas ficam guardados mesmo se a energia elétrica cessar momentaneamente, graças a uma bateria interna. Em meus testes a bateria ficou mais de um mês alimentando o circuito e mesmo assim não se esgotou.

Exemplos de programação:

  • Ligar (SE - QUA - SEX) 18:00 | Desligar (SE - QUA - SEX) 00:00
  • Ligar (TER - QUI - SAB) 18:30 | Desligar (SE - QUA - SEX) 01:00
  • Ligar (DOM) 18:45 | Desligar (DOM) 01:00
  • Ligar (SE - TER - QUA - QUI - SEX - SAB - DOM) 14:00 | Desligar (SE - TER - QUA - QUI - SEX - SAB - DOM) 15:00
Newsletter
Assunto: Comprei na China | Comentários(3) | Postado por André EXPANDIR
ABR 27 2011
Comentar Busca Avancada Em PDF

Momento de austeridade: Sou dependente Ubuntu

Já ouvi alguém dizer "Você usa Windows? Então você é usuário de drogas...". E foi essa frase que me inspirou o título "Sou dependente Ubuntu". Bom, o assunto aqui que tratarei é o seguinte, já se passa mais de um ano que minha máquina só roda o Windows na VM. Neste ponto, posso dizer que sou um dependente Ubuntu, não posso mais viver sem ele, e de maneira análoga sou independente do Windows, que agora só está na VM por motivos de compatibilidade!

Quando se fala em sistemas operacionais a comparação é inevitável, se o assunto for Windows e alguém da roda utilizar o Linux, ou vice-versa, sempre vai ocorrer um comentário comparativo, fato! E comparar nunca foi problema, na verdade é bom, o que ultimamente eu não ando suportando é pessoas comentarem a respeito de algo que elas não conhecem!

Como o momento é de austeridade, eu não vou poupá-la; Hoje durante a aula ocorreu que o professor precisou fazer uma busca por um arquivo cujo atalho estava quebrado isso culminou numa discussão a respeito de qual seria o melhor OS, afinal alguém comentou que não utilizava mais o Windows XP (que não procura bem os arquivos), usava o Windows 7, e que o dito encontra os arquivos devido ao novo sistema de indexação. Eu que não pude deixar de comentar, disse que o Linux acha qualquer arquivo com um simples comando de linha, e que poderia até atualizar o arquivo de indexação manualmente se achasse necessário. E tudo isso sem triplicar o tempo que leva para arquivos serem copiados de um pen drive.

Bom, não sei como isso aconteceu, mas rapidamente o assunto se desviou para o sistema de arquivos, e o cara do Windows 7 argumentou dizendo que o sistema Windows 7 é mais econômico em consumo de energia, pois segundo ele o HD com NTFS movia menos o braço que um HD com EXT4. Eu não sei como ele chegou a essa conclusão, provavelmente por ter lido a respeito do NTFS em algum lugar, porém não tive como contra-argumentar sem ter testado ou visto em alguma fonte confiável.

Porém qualquer um que pensar bem, vai facilmente perceber que mesmo se o NTFS mover menos o braço, o Windows 7 estraga a dita economia de energia, porque o sistema gasta um tempo danado com o arquivo de indexação, e se ele está escrevendo algum dado, e mexendo o braço, ele gasta energia. Então pensando em termos gerais, o Linux é muito mais eficiente para esta tarefa!

O problema do criticar sem conhecer se dá nessas horas, por expor uma opinião obtida por conclusões falaciosas, sem conhecimento próprio. É claro que durante a discussão os mais neutros lavaram suas mãos dizendo "Não existe melhor ou pior, e sim o mais adequado pra cada tarefa". Dizendo também que o Linux é bom pra servidor, e não pra usuários. Ora, já cansei desse discurso, quando há um questionamento simples a respeito de melhor ou pior, não adianta responder politicamente que depende. Depende uma ova!

 Quando se analisa algo, tem que usar a razão, ciência, e estatística é simples, analise:

  • Qual deles é mais seguro?
    • Quantas vezes você já precisou rodar alguma ferramenta como anti-virus, combofix ou algo do gênero?
    • Você tem confiança de acessar seu e-mail conta bancária ou outros em qualquer computador com este sistema?
    • Qual deles possui mais falhas de segurança divulgadas?
  • Qual deles um usuário consegue estragar mais rápido?
    • Quantas vezes você já viu alguém apagando um arquivo que não devia comprometendo o sistema?
    • Qual deles possui melhor controle sobre os arquivos e funções críticas do sistema?
    • Quanto tempo você consegue utilizar o sistema sem precisar formatar o HD?
  • Quanto você paga pelo sistema e atualizações que está utilizando?
  • Se você precisar modificar algo peculiar para o funcionamento de algo incomum, em qual deles você é livre para fazê-lo?
  • Se você gostaria de saber como funciona um SO qual deles você pode estudar o funcionamento?
  • e por aí vai...

Hoje também escutei que o Windows é mais intuitivo, e por isso melhor para usuários. Baseado em que dizem isso? Eu digo que a facilidade de aprendizado está diretamente relacionado ao que você já conhece. Dei exemplos muito claros a respeito, como por exemplo de alguns países onde o Windows tem uso muito restrito. Ou também da dificuldade que presenciei de um professor que é fera em programação com a IDE eclipse, uma das mais populares atualmente; ele preferia editar o código fonte manualmente e compilar via linha de comando!

Pausada a discussão, o professor que manipulava a máquina reclamou das modificações do MSOffice 2007, e eu disse "O Office 2007 é mais intuitivo". O professor não concordou, mas quando eu disse "Se você deixar uma criança mexer no 2007 e no 2003 a criança se sairá melhor no 2007", ele concordou. Portanto o meu argumento fechou a questão; aquilo com o que você está mais acostumado é o mais fácil e mais intuitivo.

Em uma outra discussão, essa online, alguém me disse que o Linux não tinha bons jogos, o que já não é verdade. E mesmo eu não tendo o hábito de jogar, resolvi retrucar, pois já tinha ouvido pessoas que utilizam o Linux e jogam, dizerem que os jogos mesmo emulados através do Wine, no Linux, rodam mais rápido que no Windows. Além do mais, a oferta de bons jogos não faz um sistema ser melhor. Essa é uma outra questão, por o Windows ser mais difundido no Brasil, e ser a Microsoft também uma das empresas que mais produzem jogos no mundo, utilizando sempre tecnologias próprias e fechadas!

É natural a resistência das pessoas para com as mudanças e coisas novas. Mas devemos nos treinar a sempre sair da zona de conforto e aprender mais, para só então poder criticar com recursos. É também complicado aprender sobre uma novidade quando você depende dela como ferramenta de trabalho, e não pode abdicar de uma vez, ouço isso direto "Gostaria de saber mais sobre o Linux, porém não tenho tempo/paciência/possibilidade de aprender". Porém agora você poderá utilizar de mais um recurso inovador, testar o Ubuntu online, sem precisar baixar ou instalar na máquina.

Dê uma chance para quem está correndo atrás das suas necessidades, e se adapta ao usuário, e não o contrário; Dê preferência para quem valoriza a padronização e a liberdade, e não retrai sua tecnologia como forma de segurar o usuário; parece até que estão dando o golpe da barriga!

Por ser livre para escolher é que hoje comemoro, e digo, sou dependente Ubuntu! Experimente!

Newsletter
Assunto: Software | Comentários(0) | Postado por André EXPANDIR

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 

Feed RSS Boletim de novidades via email Siga-me no twitter
Lab de Garagem Lubuntu EspĂ­rito Livre Seja Livre .org

FRASE DO DIA

spacer

Nunca diga a Deus que você tem um grande problema. Diga a seu problema que você tem um grande Deus, que tudo fará por você.

Desconhecido


bottom