top

Principal

Blog

SET 17 2008
Comentar Busca Avancada Em PDF

MP4 automotivo, com carregador USB

Depois de muitos aparelhos de som roubados do carro do meu pai, vidros quebrados, porta-luvas arrombado, painel estragado e até CDs roubados decidimos ligar um MP4 no lugar do toca CD. Neste mostrarei como fazer isso de forma bastante fácil, simples e barata! Demonstrarei a parte de ligação do MP4 (MP3 ou similar) com o amplificador - o que não  novidade pra ninguém, e também a parte de um carregador USB de fácil construção, e que funciona muito bem!

Primeiramente vamos para a ligação simples de um emissor de sinal baixo (MP4, MP3 ou quem sabe um DiskMan) com um aplificador automotivo comum, mas com entradas para sinal baixo - geralmente essas entradas são RCA ou P2

esquema geral mp4 e amplificar automotivo
Essa imagem mostra de maneira geral a ligação no carro. Não tem nenhum segredo, mas se você não tem prática de fazer esse tipo de instalação no carro, sugiro que pague um profissional da área para fazer a instalação do amplificador e passar os cabos! Para controlar o acionamento e desligamento no amplificador (tarefa antes atribuída ao próprio aparelho de som) você pode usar um botão simples (liga/desliga), que se encontra em lojas de eletrônica. Ligue este entre a energia (bateria) e o remote do amplificador.

Uma instalação mal feita pode fazer algum fusível se queimar, até aí tudo bem, mas pra alguém que não conhece da instalação elétrica dos carros isso pode parecer um problema mais grave. Se você nunca fez isso, pode ficar perdido, pode não saber dimensionais os cabos corretamente, pode não instalar proteções adequadas e até poderá derreter cabos ou queimar fusíveis de outros equipamentos, ou quem sabe a bateria! Por isso não recomendo a instalação caseira, é perda de tempo... Além de que dá muito trabalho!

Para um som ambiente, de boa qualidade recomendo um amplificador de 70 a 90 W RMS. Isso é mais que suficiente para tocar 4 auto-falantes ou trixiais. Existem várias marcas e opções no mercado com essa característica (entrada baixa). Se você quer um som mais pesado você provavelmente vai precisar instalar um amplificador maior que ficará longe do painel (onde nós instalaremos a entrada do MP4 e o carregador USB), sendo assim você precisará de um outro equipamento para intermediar a entrada baixa e o amplificador - pode ser um amplificador menor ou um módulo, equalizador e etc... Isso porquê o cabo P2/RCA (que usaremos para ligar o MP4 ao amplificador) não pode ter mais que 1,5 metros de comprimento, nesta situação você vai precisar transmitir o sinal de som para o amplificador potente através da entrada alta - do contrário você poderá ter perdas de sinal, ocasionando chiados.

Até aqui qualquer profissional instalador de som automotivo faz sem problemas, adiante vai o diferencial do esquema, o carregador USB, que funciona a 5volts, e para transformar a ddp da bateria (+/- 13.8 volts na prática) para esta faixa usaremos um CI (Circuito Integrado) largamente usando em várias e distintas aplicações. Este equipamento é fácil de achar em qualquer loja de componentes eletrônicos.

O CI que usaremos é conhecido no mercado por regulador de tensão 7805. Trata-se de um pequeno cubinho com 3 terminais (uma entrada, um terra e uma saída de tensão), existem no mercado vários outros CIs que fazem este mesmo serviço, mas existem diferenças técnicas a respeito dos mesmos... Ainda dentro desta "família" - 78xx existem reguladores para diversas ddps, 7806 (para 6 volts) 7812 (para 12volts) e outros... Para saber mais sobre esses dispositivos clique aqui e adiquita o DataSheet.

esquema de ligacao regulador de tensao 78xx

O fabricante destes CIs recomendam o uso de dois capacitores (um na entrada e outro na saída) que funcionam como filtros - estabilizam a voltagem, para o nosso caso usaremos dois de 1uF de tântalo - de 16 a 50v. Ultilize também um bom discipador de calor para acomodar este chip, lembre-se manter este em baixa temperatura vai garantir a estabilidade da tensão de saída e evitar que isso estrague seu player. Sendo bem resfriado, este CI pode oferecer uma corrente de até 1A, sendo esta mais que sificiente para o carregamento do player - a corrente disponível nas portas USB dos computadores oferece em média 500mA, ou seja metade do que este CI pode aguentar!

 

No CI ligamos o polo positivo na entrada, primeiro pino da esquerda para direita. Podemos pegar esta energia do próprio amplificador - peça para quem for instala-lo para que te mostre qual é, de preferência já deixe passado um fio para esta finalidade! Ligaremos também o polo negativo no pino do meio, no do meio também o polo negativo da USB, e no último, a saída para a USB (positivo). Veja a seguinte iamgem:

pinagem usb
Aqui o Vbus é o positivo, e GND o terra, neste caso D- e D+ ficam desligados, são apenas para dados...

Feito isso seu carregador está pronto, e tudo deve estar perfeitamente funcionando! Para testar seu brinquedo novo, ultilize um multimetro para conferir as voltagens, ou se você não possuir, ligue um outro equipamento barato na porta, como um mouse...

E para dar uma acabamento mais interessante para essa parafernalha toda, (que você provavelmente vai alocar no espaço onde fica o som originalmente) você pode usar uma capinha de plástico, que toda lojinha de equipamento para som automotivo vende. Nesta você pode furar e encaixar os conectores P2 e USB assim como o botão de remote (que controla do amplificador)

visao frontal mp4 automotivo
Visão geral - da esquerda para direita: botão/remote - porta USB - conector P2 fêmea

frontal mp4 automotivo com cabo p2
Com o P2 fêmea ligo o cabo do MP4, este cabo pode ser retrátil ou quem sabe to tipo mola, para evitar fios pendurados pelo carro... Poderia-se bolar também uma maneira de fixar o MP4 na tampa, quem sabe com um velcro, permitindo assim fixação e opção de manuzeio mais fácil para visualizar o nome das faixas e etc...

fundo mp4 automotivo com cinta
Pro meu pai fiz uma tampa removível, para evitar ao máximo a possibilidade de um ladrão entrar no carro...

fundo e cinta atada do mp4 automotivo
Usei um conector de placa-mae/fonteATX para fazer uma cinta, podendo também deixar uns fios pendurados para deixar claro que não tem nada que interesse ali! Do jeito que eu fiz, ao se remover a tampa o regulador continua no carro, dá até pra levar a tampa consigo se quiser...

fios e regulador de tensao com dissipador de calor
Nesta imagem fica fácil ver aonde aloquei o CI 7805 - está no meio deste dissipador (de K6), usei um pedaço de papel e fita crepe para fixar o CI com pressão, ajudando o transporte de calor entre os meios.

Dá pra modificar o esquema e colocar um cooler no dissipador, mas isso é um exagero absurdo... Já fiz outro circuito adaptando também um fusível de 2A (na entrada de energia). Com exatamente este esquema já viajamos de Goiás pra São Paulo sem nenhum problema! Se você não tem player e vai comprar pra fazer este esquema, prefira um player que carregue e toque ao mesmo tempo, assim você vai garantir que não falte música enquanto você faz uma viagem mais longa!

Boa sorte com a gambira, para o cabo P2/RCA use um fio emborrachado - para evitar interferência, principalmente porquê este cabo passará muito perto de outros cabos energizados, e não se esqueça de isolar bem todos os contatos!

Newsletter
Assunto: Hardware | Comentários(0) | Postado por André EXPANDIR
AGO 19 2008
Comentar Busca Avancada Em PDF

D-link 500B - resolvendo o problema de travamento e lentidão em nível físico

Depois de tentar sem sucesso resolver os travamentos e a lentidão do modem D-link 500B (isso não acontece somente com este modelo) através da atualização de firmware e liberação de memória, resolvi abrir o moden para ver se achava alguma coisa estragada nele. Bom, nesta investigação descobri apenas que minha fonte também tinha estragado!

Ok, resolvido o problema da fonte, descobri um capacitor de tecido com aspecto meio esquisito, verificando a tampinha de cima do modem na parte superior, vi uma marca que parecia algo como um óleo respingado, bastante homogeneo, que brilhava formando um circulo, mas passando o dedo não saia nada. Desconfiado que pudesse este capacitor ter estourado, busquei em casas de eletrônica um capacitor do mesmo jeitinho, chegando lá o tio da loja me disse que aquele tipo de capacitor raramente (mas muito raramente mesmo) estragava, e me disse que não estava estragado. Não totalmente satisfeito, confirmei a história com um professor de eletrônica, que por acaso encontrei na faculdade, nas férias!

placa d-link 500b
Bom, diante de tudo isso brincando com o moden percebi que um dos CIs do modem esquentava bastante, muito diferente dos demais, o chip da broadcom. Este que está cheio de pasta térmica em cima.

Então eu tive a idéia de colocar um dissipador em cima deste chip e deixar o moden aberto, para resfriar ao máximo os equipamentos, e para minha surpresa, naveguei com sucesso sem nenhuma interrupção por bastante tempo! Mas ainda não satisfeito, fechei o modem, para ver se poderia deixar daquele jeito e ter como resolvido aquele problema inconveniente. Mas os travamentos e desconexões voltaram a acontecer, tentei trocar por um dissipador maior sem sucesso...

Então eu radicalizei, fui adaptar um cooler em cima de um dissipador, afinal um modem naquela situação não me interessa, melhor fazer o que der com este ou comprar logo outro melhor... Seguem as fotos.

cooler muito pequeno de placa de video
Um cooler de placa de vídeo estragada, mede mais ou menos uma 1.5" na diagonal e 0.5 cm de espessura. Grande suficiente para fazer o ar circular e pequeno suficiente para caber num d-link fechado!

ligacao do cooler na placa do 500b
Aqui foi de onde eu tirei a energia (entrada de força), no meu caso uma fonte de 5v, roda os coolers de 12v (mais comuns), suficientemente para circular o ar, sem fazer muito barulho no quarto onde dorme alguém e fica todo o equipamento. No plug a lateral é negativa e no centro o pólo positivo (confira na sua fonte).

fixacao do cooler com cola quente
A fixação ficou por conta da boa e velha cola quente, suficiente para segurar permanentemente o conjunto cooler-dissipador, sem grudar para sempre na placa, e sem qualquer trabalho descomunal para fazer simplesmente isto ficar no lugar!

fechando 500b com cooler
Nesta foto dá pra ver como encaixou bem o conjunto, ficando justinho com a tampa superior do modem.

500b funcionando com cooler
Aqui ta a criança rodando sem problemas! Percebam que quase que não cabe o dissipador, coloquei o maior que tinha no estoque de sucata.

moden e roteador pendurados na parede
E assim estou já a 1 semana, ligado 24hrs por dia, sem cair sequer uma vez!

Espero com este post dar uma esperança a mais pra quem possui um modem deste tipo, se o seu modem só te passa raiva, pra que ficar ficar com dozinha dele!? Antes ele do que minha conexão!

Newsletter
Assunto: Hardware | Comentários(11) | Postado por André EXPANDIR
AGO 07 2008
Comentar Busca Avancada Em PDF

Transforme seu lixo eletrônico em peças úteis! Porta USB

Muitas vezes nós nem ligamos para o lixo eletrônico que produzimos, afinal é tudo tão barato e descartável que na maioria das vezes nem compensa reciclar... Mas esta onda da bio-consciência pode nos abrir os olhos para o quanto aproveitar o lixo pode ser interessante, economicamente viável e muitas vezes até divertido (pelo menos pra mim é).

Bom, aqui nesta postagem vou mostrar como eu resolvi um problemão que tive na loja do meu pai, com um computador antigo. O problema foi o seguinte, a porta P1 (aquele de teclado antigo) da placa mãe de uma determinada máquina havia se descolado, e a re-soldagem não adiantou! Qual a solução então? Comprar um teclado USB e usar... O problema é que computadores mais antigos não têm muitas portas USB...

Bom o dilema foi solucionado comprando uma placa PCI com saídas USB. Ótimo, depois de muito trabalho para instalar os drivers da plaquinha, sem teclado no windows 98, esbarramos em um problema interessante... A placa PCI de saídas USB só passa a ser controlada a partir da inicialização do windows e carregamento dos drivers da mesma! Sujou! O teclado só funciona no windows, não tem como modificar os dados da BIOS quando ligamos a máquina! E agora pra bootar pelo CD? Precisaríamos de uma porta USB da própria placa mãe, que é diretamente controlada pela BIOS, só assim conseguiríamos modificar estas configurações com o teclado USB.

Olhando mais clinicamente para a placa mãe percebi que tinha saídas frontais USB! Ah que maravilha! Então foi só fazer uma saida USB e mandar bala! Seguem as fotos.

porta usb de sucata de placa-mae
Visão geral da brincadeira, trata-se de um conector e portas USB construídas apenas com um pedaço de cabo flat (aqueles de HD ou disquete) e um pedaço de placa mãe arrancada na marra! O conector do cabo flat serrei com uma segueta e aproveitei para fazer o conector com a placa mãe, o tamanho é exatamente igual, deixei 8 buraquinhos encaixáveis (4 em cima e 4 embaixo) e com um pouco de cola quente fixei o que precisava para não escapar a trava superior do conector com os fios do cabo flat.

 

visao frontal da usb de sucata
Para fazer  a fixação dos conectores usei este pedaço de uma placa de rede estragada. Este pedaço serve quase que perfeitamente para dois conectores, se eu tivesse uma serrinha ficarinha perfeitinho, mas neste caso tive que quebrar o aro inferior para deixar ambos conectores usáveis.


ligacao da cinta usb na placa
Aqui fica claro como foi que eu fiz a conexão, não extrai o conector USB da placa, pelo contrário, usei-o como base de apoio e fixação no metalzinho da placa de rede. Depois soldei cuidadosamente o cabo flat nas rebarbas quem sobram neste lado da placa. Para garantir que o cabo não se solte e também o isolamento das conexões cobri esta parte com cola quente!

É importante observar que no cabo flat os fios adjascentes correspondem a um fio superior e o outro inferior, use um multímetro para entender melhor qual fio corresponde a qual burraquinho (conexao com a placa mãe)

Depois que tiver tudo pronto use também o multímetro para conferir se os fios foram soldados corretamente, se não têm resistência significante ou se não há curto com um ou mais fios...

Para você que vai fazer as suas brincadeiras aqui vai a configuração (arquitetura) USB, ela é bastante simples, um polo positivo um terra e duas linhas para dados.

esquema de ligacao usb na placa mae pinagem

E aqui a visão frontal de como estas linhas estão arranjadas

pinagem usb dados e energia

Para mais detalhes você pode consultar o Google, ou o site da tecnologia USB, e para o caso de você não saber onde se encontram as conexões de sua placa mãe ou tiver dúvidas sobre a pinagem das conexôes, consulte o manual da mesma.

O problema demonstrado poderia ser solucionado facilmente comprando um conector frontal USB pronto! Mas aí perderia toda a diversão da coisa, e além do mais teríamos um gasto a mais e deixaríamos de reciclar o lixo eletrônico.

Newsletter
Assunto: Hardware | Comentários(0) | Postado por André EXPANDIR

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 

Feed RSS Boletim de novidades via email Siga-me no twitter
Lab de Garagem Lubuntu EspĂ­rito Livre Seja Livre .org

FRASE DO DIA

spacer

Mas a ambição do homem é tão grande que, para satisfazer uma vontade presente, não pensa no mal que daí a algum tempo pode resultar dela..

Nicolau Maquiavel


bottom